27 de abr de 2010

De repente me vi com ciúmes de um amor que nunca tive. Mas não entendia como nossas vidas não haviam se cruzado antes. Como não era sua amante (impossível ), como não era sua melhor amiga? Só sei que desde o instante que o vira, me apaixonei...por uma pessoa, um ser humano. Feliz por existir pessoas como ela - lindas de graça. E que, humildemente, tento cativar um lugar ao seu lado. Eu e a raposa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário